Política

Debandada: Julian corre risco de ficar sozinho no PSL da PB

Com 90% de chances de deixar os quadros do PSL, o presidente Jair Bolsonaro pode provocar uma debandada nacional na legenda, atingindo principalmente o estado da Paraíba, onde tem um dos seus principais seguidores – o deputado federal Julian Lemos (PSL). Isso porque, até agora, Julian foi o único parlamentar que se manifestou ao afirmar que permanecerá na legenda com ou sem a filiação do presidente.

Por outro lado, os deputados estaduais Moacir Rodrigues e Cabo Gilberto já se anteciparam e afirmaram que seguirão Bolsonaro seja para qual partido ele for.

“Eu sigo Bolsonaro. Continuo com a disposição de ser expulso da legenda. No dia que Bolsonaro deixar eu deixo. O partido que Bolsoanro for eu vou”, avisou Moacir.

O cabo Gilberto também endossou o discurso do colega, destacando que representa a mesma direita que representa e elegeu o presidente.

“O presidente falou que está 90% de chance de fazer uma nova legenda, um novo partido. Eu tenho certeza que ele não terá dificuldade nenhuma, haja vista ele ser o presidente da República e tem aproximadamente 60 milhões de votos no nosso país, então, ele criando essa legenda, eu deputado estadual Cabo Gilberto Silva irei permanecer na legenda que ele criar, com certeza absoluta”, avisou.

PBAgora

Deixe seu comentário

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar