Prefeitura de Patos gera economia com serviços de coleta de resíduos sólidos

31

O Secretário de Administração do Município de Patos, Leônidas Dias, trouxe, nesta terça-feira, dia 04 de maio, a verdade sobre a economicidade gerada pela Prefeitura nos serviços de coleta de resíduos sólidos.

Leônidas esclarece informações mediante as fake News que estão sendo divulgadas dizendo que Patos está gastando valores exorbitantes em coleta de resíduos sólidos.

“É importante dizer à população que essa informação é inverídica. É uma informação destoante da realidade. Trazendo um comparativo no município de Patos, em 2017, fazia-se o serviço de coleta de resíduos sólidos por um valor aproximado de R$ 670.000,00 por mês. Hoje, quatro anos após, o município realiza esse serviço por R$ 526.000,00. São mais de R$ 150 mil reais de economia para os cofres públicos municipais”, afirmou o secretário.

Além do serviço de coleta realizado na cidade, também são realizados limpeza de mercados, varrição humana, varrição mecanizada, pintura de meio fio e capinação. 

Leônidas informou ainda que o município paga o valor de R$ 41,00/tonelada, que é o valor estabelecido pelo Tribunal de Contas, assim como também ocorre com o município de Campina Grande.

O secretário ainda esclarece que quanto ao comparativo do pagamento realizado pela prefeitura de Patos e Prefeitura de Campina Grande, o pagamento realizado por Patos refere-se não somente à coleta, mas também limpeza de mercados, varrição humana, varrição mecanizada, pintura de meio fio e capinação. 

Enquanto que Campina Grande realiza o pagamento somente para coleta de resíduos à empresa contratada, e os demais serviços são realizados pela própria gestão.

 Coordecom